• Ana Stier

#Intercâmbio - Espanha




Buenas viajantes,


Nosso destino de hoje é Espanha e eu estou simplesmente apaixonada pela cultura e pessoas tão simpáticas e comunicativas deste país.


Sabe hermanos, cada lugar que eu conheço alguma lição eu levo para a minha vida. Já me acostumei com a sensação de viajar e me abrir para os aprendizados que aquele destino pode me proporcionar. Na Espanha não foi diferente eu estou bem ansiosa para dividir com vocês tudo o que aprendi por lá.


Sevilha e Nerja foram as duas cidades da Espanha em que conheci e escolhi uma das 20 melhores escolas para você estudar espanhol e eu te conto o porque. Caso você esteja planejando seu primeiro intercâmbio vou deixar um link no final deste texto com um formulário para você preencher e concorrer uma mentoria com a minha equipe. Quem já fez essa mentoria sabe o quanto é importante esclarecer as dúvidas e trocar ideias com quem é expert em viagens. Se inscreva lá!


Sevilha





O universo me preparou várias surpresas boas na cidade de Sevilha e quanto mais eu conheci a cidade mais eu me apaixonei. Eu já havia visitado a Espanha numa outra oportunidade mas dessa vez foi diferente, meu olhar mudou e aprendi várias outras coisas.


Na minha passagem por lá segui as recomendações de várias pessoas que me falaram para ver o pôr do sol na Puente de San Telmo, realmente um dos mais lindos que já vi e você que está de malas prontas para lá não pode deixar de curtir este incrível sunset.


Os principais pontos turísticos da cidade são ricos em fatos e acontecimentos. Felizmente o país mantém vivo cada detalhe da história e você pode ver isso na arquitetura, na cultura, nas ruas, na gastronomia. É demais!


Curiosidades local: A Plaza Espana, um dos pontos turísticos mais famosos da Espanha, foi construída em 1929 para receber a exposição Ibero Americana, os sevilhanos se prepararam nada mais nada menos do que por 19 anos para este acontecimento.

A Catedral de Sevilha é também um dos pontos turísticos mais visitados do mundo e é lá onde está o túmulo de Cristóvão Colombo, responsável pelo descobrimento da América. Como disse, Sevilha é a história viva por onde você anda. A dança flamenca por exemplo é o cartão postal da cidade e essa parte da história espanhola também atrai muitos turistas ao país. Eu mesma não poderia ir à Espanha e deixar de assistir uma apresentação de dança. A grande maioria das apresentações acontecem ao ar livre, nas vias gastronômicas e praças. É simplesmente incrível.



Quando digo que estudar fora vai muito além de casa > sala de aula > sala de aula> casa, eu quero sempre frisar a importância de você ser open mind, ou seja, mente aberta também ou principalmente no seu intercâmbio. O mundo é cheio de magia, encantos, histórias e culturas. Estes momentos em que mais estamos abertos às novas experiências são os que mais aprendemos e esse tipo de aprendizado, àquele que você está presente de corpo e alma, são os que não esquecemos jamais. Pensem nisso.


O Palácio Real de Sevilha é um dos mais antigos em uso do mundo, considerado patrimônio nacional. Pra vocês terem uma ideia a família real da Espanha ainda usa uma parte do palácio e ele é aberto para visitação. Na época paguei 11 euros no passeio.



Dica da Ana: se você quer saber se algum determinado lugar é bom (como um restaurante tradicional da cidade por exemplo) olhe em volta e perceba se tem mais turistas ou mais nativos. Se tiver mais nativos então você pode confiar ;D



Nerja





Já a cidade de Nerja, que fica na província de Málaga, surpreende qualquer turista, estudante e até mesmo os moradores. De um lado as praias paradisíacas (são 14 km ao todo) banhadas pelo mar mediterrâneo, do outro as montanhas da Sierra de Almijara.


A cidade é um verdadeiro convite para quem ama se conectar com a natureza. São muitas e muitas opções de passeios como snorkel, passeio de caiaque, paddle, visita às cavernas aquáticas, cachoeira e até visita ao habitat das gaivotas. Você também pode curtir o visual do mar no Balcón de Europa, um mirante que tem uma vista de tirar o fôlego do mediterrâneo. Dentre esses passeios turísticos eu também te recomendo a conhecer a Cueva de Nerja um lugar com várias grutas que foram derrubadas em 1961, vale muito a pena a visita.


Hermanos, os passeios turísticos são essenciais às nossas viagens mas também recomendo que vocês reservem alguns momentos do seu intercâmbio e curtam a cidade sem roteiro prévio. Saiam pelas ruas que não são tão conhecidas ou populares (tomando os devidos cuidados, é claro) e deixem o coração ser seu guia. Depois me conta por quais cantinhos ele te levou.




(Fotos por @fabiocoxta)


Sobre a escola que eu escolhi e recomendo tanto em Sevilha como em Nerja, ambas captam muito a energia do país e isso faz toda diferença no aprendizado.

Estão localizadas no coração da cidade, rodeadas de tudo o que o intercambista precisa (restaurantes, pontos de ônibus, metrô, lojas, mercados e até das praias) e a estrutura tanto interna quanto externa foram uma das mais simpáticas que já vi. Para vocês terem uma ideia a escola de Nerja tem piscina no terraço, ambientes ao ar livre para estudos, além de um lindo jardim em que os alunos se reúnem nos intervalos ou até mesmo depois das aulas onde rola muita troca de experiência.



São 16 salas de aula no total, todas devidamente equipadas atendendo às principais necessidades do estudante. Todos os professores são filólogos e especialistas no ensino do espanhol como língua estrangeira e a metodologia é fundamentada em técnicas que permitem transformar o aprendizado o mais efetivo possível.


Um dos diferenciais desta escola é que os intercambistas podem morar na própria escola, achei o máximo porque a unidade não deixa a desejar em absolutamente nada com relação a estrutura. Eu fiquei na casa de uma família espanhola e foi um super prazer poder conviver com eles e fazer parte da rotina. Aprendi muito! Além da acomodação na própria escola, você também tem a opção de morar nos residenciais estudantis que são todos mobiliados e equipados com cama, mesa com cadeira e guarda-roupa. E tem também a acomodação em casa de família com quartos duplos ou individuais com algumas refeições inclusas.


Os preços variam entre 192 à 360 €, tudo depende da necessidade de cada intercambista. Como um bom programa de imersão, a escola em Nerja também se preocupa com o aprendizado dos alunos fora da sala de aula e por isso promove atividades como passeio às grutas, aulas de culinária, passeio de caiaque, visita à Frigiliana (aldeia super popular da cidade), degustação de vinhos, cinema, jogos na praia, tour de tapas e muitos seminários culturais. Essa com certeza é uma valiosa oportunidade em aprender o idioma.


Para vocês entenderem do que eu estou falando sobre a energia Nerja vou deixar o link aqui embaixo do vídeo completo que fiz dos meus dias pela escola e pela cidade. Vocês também vão se surpreender.

https://www.instagram.com/stories/highlights/17849480275654464/?hl=pt-br


Já em Sevilha as turmas são fechadas com no máximo 10 alunos por sala ou nível e os professores são todos nativos com experiência mínima de 3 anos. Ambas com total comprometimento com o aluno e isso é primordial.



Ana, estudar espanhol é realmente importante para nós brasileiros? Não dá pra me virar no portunhol?


Viajantes, eu vivi isso na pele. Sempre achei que pela semelhança com o português e por tantas vezes ter conseguido me virar bem não precisaria aprender o idioma. Acontece que na minha última passagem pela Espanha em determinados momentos me senti constrangida por não saber falar o idioma corretamente, ainda mais se tratando de uma viagem à trabalho. Percebi também que as pessoas ficam muito felizes quando você se esforça em falar o idioma dela - nem que seja o mínimo possível. Me dei conta que não estava falando nem português, nem espanhol e sim uma mistura de português, espanhol e Italiano (que foi a última língua que eu aprendi). Isso me deixou incomodada e então assumi um compromisso de aprender a falar o espanhol.


Sobre a documentação necessária para o seu intercâmbio na Espanha é necessário passaporte com validade mínima de 6 meses. Com relação ao visto, brasileiros estão isentos deste documento para viagens a turismo e/ou negócios. Lembrando que visto de estudante só passa a ser de estudante se sua viagem exceder o período mínimo de 90 dias de permanência no país. Nesse caso a própria escola pode te auxiliar neste processo, ok?!!


Gostaram das dicas da Espanha? Então não se esqueça de preencher o formulário neste link abaixo e concorrer uma mentoria com a minha equipe. Uma ótima oportunidade de você tirar todas as suas dúvidas com relação a este país. IR PARA FORMULÁRIO






  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Youtube Preto