• Ana Stier

#Intercâmbio - Alemanha - Parte 1




Viajantes hoje convido vocês a embarcarem comigo para Alemanha, este país que quando conhecemos pessoalmente passamos a amar e admirar sua nação. Acredito que assim como eu, vocês também devem conhecer uma história totalmente diferente dos alemães, mas depois que eu te contar sobre a minha experiência por lá, vocês entenderão porque é fácil se apaixonar pelo país, seu povo e sua cultura.


E digo mais, a escola que escolhi na cidade de Muenster foi onde eu descobri o quanto a Alemanha é diferente de tudo o que falam por aí. Mas antes de me aprofundar no assunto da escola quero contar para vocês sobre a cidade de Muenster. E se por um acaso você estiver planejando seu intercâmbio para lá mas ainda tem algumas dúvidas com relação a cidade, a escola ou qualquer outro assunto, você pode preencher o formulário no link que deixei no fim deste texto e concorrer uma mentoria com a minha assessoria de intercâmbio. Vamos tirar suas dúvidas e fazer de tudo para que você programe seu intercâmbio para Alemanha o mais breve possível.





Por que eu escolhi a cidade de Muenster?

Bom, Muenster é uma cidade universitária que há muitos anos se prepara para receber os intercambistas de todo o mundo. Não existe uma época específica em que você deve escolher para fazer seu intercâmbio, a cidade mesmo concentra mais de 55 mil estudantes do mundo todo durante todo o ano. O ideal é que caso sua escolha seja fazer uma imersão fora, mesmo que no período mínimo de 2 semanas, então prefira datas que não coincidam com as férias daqui do Brasil. Com certeza você encontrará preços mais acessíveis e claro, uma cidade mais tranquila para você explorar, já que Muenster tem atraído turistas de todo o mundo.


Muenster é a típica cidade pequena que oferece muita qualidade de vida e apesar de ser uma cidade universitária é também um cidade muito muito família. Os parques, museus, bares, festas e festivais culturais estão entre os programas favoritos dos nativos e turistas. Nas cidades da Alemanha é muito comum você se deparar com igrejas super antigas com suas estruturas intactas desde sua construção, isso é muito bonito pois você realmente se sente dentro da história do país.


A Alemanha em geral tem seus encantos e eu sou muito apaixonada por este país e por esse povo tão organizado e correto. Conheço muita gente que acha o alemão um povo grosseiro, mas definitivamente não consigo enxergar dessa forma. Pelo contrário, são respeitosos e depois que você faz amizade com um alemão ele se torna fiel e muito verdadeiro à amizade.


Eu mesma fui aprender sobre o jeito alemão de ser nos pequenos detalhes, em situações rotineiras, como por exemplo um dia em que estava caminhando com um grupo de amigos e ao atravessar a rua percebemos que o sinal para pedestre estava fechado, porém como não vinha carro nenhum atravessamos mesmo assim. Os alemães que também estavam aguardando para atravessar ficaram nos olhando indignados. A situação foi engraçada mas isso me fez compreender ainda mais a fidelidade deles com o que é correto. E esse pensamento e modo de agir se estende à várias outras situações rotineiras deles.



Viajantes, é importante vocês saberem que uma experiência nunca é igual a outra. Quando começar a planejar seu intercâmbio escute o que o seu coração diz sobre o destino. Vejo muitas pessoas desistindo de fazer sua imersão em determinados lugares porque ouviram falar mal, que o povo é assim, que a comida é assado, que a escola é ruim e etc. Claro que também é importante procurar saber sobre outras opiniões, mas não se apega à isso. Embarque de mente e coraçã

o abertos para a SUA experiência.


Ana, dá pra fazer intercâmbio na Alemanha sem falar nada de alemão?


Sim, dá. Não se prenda a isso porque a cobrança de ter que saber falar o idioma local pode te paralisar. Claro que se você conhecer as palavras básicas pode te ajudar em algumas situações, mas não se esqueçam de absorverem a imersão o máximo que puder. Vai ter alguns perrengues? Sim, vai. Não vou dizer que vocês não terão dificuldade alguma, vai ter muita mímica, vai ter gafes, vai ter palavras erradas e você vai sair da sua zona de conforto muitas e muitas vezes e está tudo bem. Esses são os momentos que vocês mais vão aprender.


O intercâmbio pode fazer milagres na sua vida, eu mesma era super tímida e quando fui fazer a minha imersão pela primeira vez tive que me virar para sobreviver. E foram as gafes e os perrengues que me ajudaram a ser uma pessoa mais solta, afinal eu não tinha outra opção, ou eu aprendia a me comunicar ou eu aprendia a me comunicar e então você vai perceber que o intercâmbio pode ser um desenvolvimento pessoal. Não é incrível?!



Durante as aulas me senti totalmente à vontade, os professores - que são todos nativos - tem uma didática especial e usam muitas brincadeiras e jogos em sala de aula também como ferramenta de aprendizado. Isso é bom porque “quebra o gelo” entre os estudantes e quando você menos espera já fez novos amigos e já estão se ajudando com o idioma e conversando sobre seu país e etc.


Na minha turma de alemão tinham intercambistas de vários pedacinhos do mundo: Guatemala, Irlanda, Itália, Espanha, Estados Unidos, mas nenhum outro brasileiro. E isso é um dos meus requisitos básicos no momento de escolher uma escola, porque ainda vejo muitas escolas por aí que enchem as turmas com estudantes da mesma nacionalidade e isso não é legal porque na primeira oportunidade que tivermos vamos acabar nos comunicando com a língua mãe.


A escola que eu escolhi na Alemanha é muito conhecida por ensinar o alemão sem sotaque. Algumas pessoas se preocupam com relação a isso, mas posso garantir que o sotaque não é um impedimento para você aprender idioma nenhum, pelo contrário, se vocês optarem em fazer um intercâmbio de 3 meses ou mais em Muenster reservem alguns momentos para conhecer regiões vizinhas, como Düsseldorf, Colônia, Berlim que estão há poucas horas dali e você consegue sentir um pouco da diferença da língua. Isso também faz parte da imersão. A escola oferece várias atividades fora da sala de aula como visitas guiadas, jantares em restaurantes típicos, cinemas, excursões, bares, museus, enfim, são muitas opçõe para vocês interagirem com a sua turma e professores e vivenciar a cultura local.


Talvez a sua necessidade não seja em aprender o idioma, mas sim se especializar na língua para negócios. A escola oferece desde cursos individuais à intensivos, são mais de 10 opções de cursos e eu tenho certeza que vai ter um que atenda a sua necessidade. Além do mais as turmas são de no máximo 11 alunos, isso te faz sentir mais próximo aos professores e a gente sempre acaba interagindo muito mais com nossos colegas de classe. Eu não sei qual a sua necessidade de acomodação mas eu espero que não esteja pensando em ficar na casa de brasileiros. Tudo bem que também escolhi Muenster por ser uma cidade com poucos brasileiros mas mesmo assim prefiro orientar vocês que optem pela acomodação em casa de famílias locais. Vocês vão entender quando falo que esse tipo de hospedagem da um salto no aprendizado do idioma. A escola pode te ajudar com todas as opções, ok?


A última e boa notícia é que para Alemanha não é necessário visto se sua estadia for de no máximo 3 meses e se por um acaso você ficar mais que este período pelo país, você consegue providenciar o documento na Alemanha mesmo. Os documentos exigidos para entrar no país são:


  • Seguro Viagem

  • Hospedagem

  • Fundos para viagem

  • Passagem de retorno para o país de origem


Viajantes, é isso! Espero que tenham amado a Alemanha e espero receber o contato de vocês para participar do sorteio da mentoria com a minha assessoria de intercâmbios clicando no link aqui embaixo.

IR PARA FORMULÁRIO


Nos encontramos no próximo destino.


Namastê



  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Youtube Preto